Transplante Capilar

TRANSPLANTE CAPILAR

Orgulhamo-nos de contar com uma equipa médica experiente em Transplante Capilar e pioneira na Técnica FUE em Portugal, um Processo de Transplante Capilar inovador, seguro e eficaz.

A FUE (Folicular Unit Extration) é a mais recente novidade da área a nível mundial, e é aquela que apresenta excelentes resultados. A sua utilização permite a comprovação de resultados logo após a primeira sessão, sendo recomendada para o tratamento definitivo da calvície e ainda para a reparação de transplantes capilares mal executados.

Foram já várias as celebridades que, um pouco por todo o mundo, se renderam a este método: Kevin Kosner, Matthew Mcconaughey, John Cleese, Tom Hanks, Nicolas Cage, Jude Law, George Clooney, Elton John, John Travolta, Mel Gibson, Wayne Rooney e muitos outros.

Saiba mais:

• A obtenção de cabelo é feita pela extração de folículos capilares das áreas doadoras do couro cabeludo do paciente;

• Por ser seu, o risco de rejeição do transplante capilar é mínimo ou inexistente;

• As características, necessidades, fisionomia e especificidades de cada pessoa são respeitadas ao longo do procedimento;

• Toda a intervenção é indolor após anestesia local.

Obedecemos a um procedimento rigoroso que permite, por isso mesmo, a obtenção de folículos individuais, duplos, triplos ou quádruplos de acordo com as necessidades específicas de cada caso.

Quando executada por um médico experiente, a extração por unidade folicular não danifica folículos, a cicatrização completa-se em 3 a 4 dias e na grande maioria dos casos não deixa qualquer cicatriz visível.

A TÉCNICA DE EXTRAÇÃO DE UNIDADES FOLICULARES ( FOLLICULAR UNIT EXTRACTION – FUE )

Esta é uma das duas técnicas denominadas por FUT ( Follicular Unit Transplantation ).
A técnica FUE utiliza anestesia local na área dadora e receptora de foliculos, para eliminar a sensibilidade. Deste modo, todo o processo é indolor.
Após a fase de eliminação da sensibilidade dolorosa segue-se um período de cerca de 1h a 2h para recolha, um a um, de folículos. A selecção das unidades a extrair é determinada de acordo com uma distância mínima a existir entre pontos de extração. Estas unidades foliculares são cuidadosamente manuseadas e avaliadas sendo eliminados os que se encontrem em estado de degradação pela sua inviabilidade para o processo de transplante.
A esta fase segue-se o período para implantação de todas as unidades foliculares saudáveis obtidas na fase anterior.
O processo de implantação é minuciosamente calculado tendo em conta que os cabelos se relacionam de forma tri-dimensional. O aspecto final natural do transplante, nomeadamente da linha capilar frontal depende essencialmente desta fase de implantação.

Perguntas Frequentes:

Quanto tempo demora a cirurgia de transplante capilar com a FUE?

– Em média, 7 horas.

Como é o pós-tratamento?

– Geralmente é simples. Durante o procedimento é administrado localmente um volume de anestesia em grande parte constituído por soro fisiológico, que causa um inchaço. Em termos gerais, este inchaço vai diminuindo até desaparecer completamente entre 5 a 10 dias. As reações de recuperação variam tendo em conta o rigor com que se cumpre as recomendações da equipa clínica, ajustadas para cada condição clínica, e dependentes igualmente dos hábitos alimentares e de ingestão de líquidos de cada indivíduo.

Podem surgir complicações após este tipo de transplante?

– No caso dos nossos pacientes são raras as complicações. A foliculite, por exemplo, geralmente surge devido à ligeira comichão durante a cicatrização da área de extração. O coçar com unhas é desaconselhado porque pode originar inflamação ou infeção do folículo. Outra complicação rara é o eflúvio telogénico, entidade causada pelo trauma do tratamento em si, imprevisível mas felizmente auto-limitado por período de cerca de 4 meses, em que a grande parte dos cabelos entra na fase de repouso e cai, voltando a crescer espontaneamente. Quisto sebáceo, uma entidade benigna, surge muito raramente e a sua resolução cirúrgica é rápida.

Que cuidados se devem ter logo após o transplante?

– Nos 3 dias seguintes ao procedimento, o cabelo não pode ser lavado, apenas hidratado com soro fisiológico. A área transplantada deve ficar a descoberto, evitando-se (embora não seja proibido) o uso de lenços e chapéus. Nestes 3 primeiros dias não se deve estar diretamente exposto ao sol. No entanto, os cuidados podem ser ajustados de acordo com as condições de cada indivíduo.

O cabelo transplantado cai?

– O cabelo transplantado não cai se o estado geral de saúde não sofreu alterações desde a data do transplante. As causas mais frequentes de queda do cabelo transplantado são : Terapia a um cancro maligno, radiação por longos períodos, inalação diária de químicos industriais, doença inflamatória crónica, queimadura e cirurgia ao couro cabeludo.

Todas estas informações não dispensam uma consulta presencial com a equipa clínica para que seja avaliado e aconselhado, de acordo com a sua condição clínica e estilo de vida.